Em tempos em que a dinâmica do aprendizado tem se reinventado constantemente, é fundamental que as instituições de ensino pensem em formas criativas e eficientes de transmitir conhecimentos.

Você, profissional da área de educação, profundamente envolvido nesse universo, certamente nota o comportamento dos alunos dessa geração que estão mais dinâmicos e comunicativos. Sendo assim, práticas de ensino que não consideram essas características podem se tornar defasadas.

Agora, vamos pensar no ensino de Ciências, mais especificamente dos planetas do sistema solar: por conta de todas essas mudanças que mencionamos, restringir-se apenas à leitura de textos sobre o tema pode não ser a melhor maneira de despertar o interesse dos educandos. É necessário também contextualizar a matéria com o cotidiano deles.

Quer saber 4 formas de ensinar os planetas do sistema solar de maneira atrativa aos seus alunos? Continue a leitura deste post para conferir!

1. Pesquisas na sala de informática

O ensino dos planetas do sistema solar é algo extremamente relevante. No entanto, é preciso primeiramente despertar o interesse dos alunos para que o aprendizado se dê de maneira mais eficiente.

Isso pode ser feito por meio de uma série de ações, a começar por uma introdução sobre o tema em sala de aula, falando brevemente sobre os 8 planetas do sistema solar. Explicar, ainda, a relação deles com o Sol. Já no laboratório de informática, é interessante dividir os alunos em duplas, trios ou grupos a depender do número de computadores disponível e de alunos da turma.

O Portal do Professor, por exemplo, disponibiliza um recurso interessante para estudo do sistema solar. Além de possibilitar um passeio ao longo desse sistema, a ferramenta apresenta diversos conceitos e comparações entre os planetas. Para usar o recurso, o Shockwave Flash deve estar habilitado nos computadores.

2. Leitura e produção de textos sobre planetas do sistema solar

Após as pesquisas iniciais realizadas no laboratório de informática, é chegado o momento de aprofundar mais sobre o tema. Mantendo a disposição feita anteriormente, solicite aos alunos que continuem as pesquisas, dessa vez de modo mais específico. Peça para que cada divisão busque por um planeta diferente, por exemplo.

A busca deve contemplar tipos de órbitas, duração dos movimentos ― rotação e translação ―, satélites e equipamentos lançados da Terra para esses planetas. Ao final, os alunos devem fazer uma breve apresentação dos resultados encontrados para os colegas.

3. Confecção de maquetes

Essa é a hora de “colocar a mão na massa”, sendo o momento geralmente mais aguardado pelos alunos. Afinal, é tão recompensador e divertido produzir algo e visualizar o resultado do trabalho que realiza, não é mesmo? Aqui, a ciência se une à educação artística para promover um espaço de integração e construção de saberes.

Os alunos tanto podem produzir as maquetes em suas casas quanto em sala de aula. No segundo caso, é preciso verificar o que a instituição pode disponibilizar de material e o que será necessário que os próprios alunos levem: isopor, tinta, pincel, cola e palitos são alguns dos materiais essenciais.

Por meio da confecção de maquetes, é possível trabalhar, entre outros pontos, com as cores, formas e dimensões (escala).

4. Visita a planetários

Se o momento anterior foi o de colocar as mãos na maquete, neste, os alunos colocarão os olhos no céu de um modo diferente. Para isso, um planetário se faz necessário. 

O planetário é um ambiente cuidadosamente planejado para simular, com a maior verossimilhança possível, o céu noturno e diurno, levando em conta diferentes épocas e locais de observação. A sala de projeção é o local principal de um planetário. Nela são realizadas as “sessões de planetário”, que duram cerca de 25 minutos.

Além de se configurarem como importantes ferramentas didático-pedagógicas, as sessões são muito divertidas para os alunos, já que toda essa interatividade acaba por promover uma sensação de imersão no espaço sideral.

Viu só como o ensino de planetas do sistema solar integra uma série de tópicos de várias áreas do conhecimento?

Se você gostou de saber mais sobre a importância do ensino de planetas do sistema solar e como fazê-lo com sucesso, entre em contato conosco. Podemos te ajudar nessa missão especial!

Escreva um comentário

Share This