Category

Ciências

Category

Recreação na escola: 3 ideais para aprender brincando

Tocar, desmontar, usar os sentidos para conhecer as coisas, enfim… crianças descobrem o mundo brincando. E, se elas são estimuladas por brinquedos e brincadeiras, por que não utilizar-se da recreação na escola para fazer da sala de aula um ambiente divertido, onde as atividades lúdicas ajudem no desenvolvimento físico e cognitivo?

É inegável que o comportamento dos alunos mudou significativamente nas últimas décadas. Hoje eles são mais interativos, conectados e rápidos, mas será que o modo de se ensinar avançou na mesma velocidade?

A cada dia, captar a atenção de alunos, em especial das crianças, se tornou um tarefa bastante complicada, certo?

Para te ajudar com isso, neste post, vamos abordar a importância da recreação na escola e indicar três ideias fantásticas para ensinar brincando e fazer com que os alunos se interessem mais pelas aulas. Confira!

1 – Todo mundo gosta de música

As crianças adoram quando trabalhamos com música. Além de deixar a sala de aula mais aconchegante, o som estimula o desenvolvimento e é possível trabalhar diversas disciplinas usando canções, sons e barulhos.

É possível, por exemplo, ensinar história analisando letras de música que remetam a algum fato ocorrido; regras da língua portuguesa também ficam bem mais fáceis de aprender quando utilizamos músicas e expressões poéticas; identificar os animais pelos sons que eles produzem também é uma forma bastante divertida de aprender sobre a fauna.

Caso o objetivo seja mexer o esqueleto da garotada, a música também é uma boa ferramenta. Há diversas canções produzidas exclusivamente para crianças conhecerem o próprio corpo, estimular os movimentos e interagir com os colegas de sala. O que não falta são opções.

2 – Ciência também se aprende brincando

Por mais curiosas que as crianças sejam, nem todo conteúdo dentro das disciplinas de ciências despertam a atenção delas. Em muitos casos, o assunto é tão distante da realidade daqueles alunos que, em vez de interessados, perdem completamente o gosto pela disciplina.

Dentre as diversas formas de ensinar ciências brincando, podemos destacar o Bingo das Ervilhas. O jogo é usado para explicar as leis de Mendel, trazendo de maneira criativa alguns conceitos básicos da genética.

Basicamente funciona assim: o professor recorta todos os possíveis genótipos e realiza um sorteio. Os alunos recebem as cartelas e fazem o cruzamento de acordo com os genótipos sorteados, caso eles estejam presentes em sua cartela.

3 – O universo dentro da sala de aula

Que tal levar o universo para dentro da sala de aula? É sabido entre professores e educadores que o estudo dos planetas, e em especial a geografia da terra, é um dos temas que mais chamam a atenção dos alunos. Então por que não tornar esse momento ainda mais divertido?

Estudar a geografia e a localização dos países fica muito mais lúdico com a presença de um globo. Existem diversos formatos que facilitam o aprendizado. Escolha um que atenda sua demanda e use a criatividade.

Um planetário dentro da sala também é algo que deixa os alunos bastante animados. Aprender sobre o céu, os astros e planetas com interatividade é algo bastante prazerosos para os estudantes, que veem esses assuntos como algo muito distante de nós.

E aí, está convencido de que levar opções de recreação na escola e ensinar brincando é muito mais divertido e eficiente?

Então, entre em contato com a gente e descubra um universo de possibilidades para tonar suas aulas um show de participação e aprendizado.